Dinossauros emplumados

Páginas para editores conectados saiba mais

Navegação

Colaboração

Ferramentas

Imprimir/exportar

A percepção de que dinossauros são intimamente relacionados com as aves levantou a possibilidade óbvia da existência de dinossauros emplumados. Fósseis de Archaeopteryx possuem penas bem preservadas, mas até o início da década de 1990 que claramente fósseis não-aviários de dinossauros, foram descobertos com penas preservadas. Hoje há mais de vinte gêneros de dinossauros com penas fósseis, quase todos são terópodes. A maioria é da Formação Yixian da China. As penas fósseis de um espécime, Shuvuuia deserti, apresentou teste positivo em testes imunológicos para a beta-queratina, a principal proteína nas penas das aves.[1] Em 2015, um dinossauro com penas, ossos e tecidos moles de 99 milhões de anos de idade foi descoberto em Mianmar.[2]

Muitos dinossauros não-aviários são conhecidos por terem tido penas. Evidência direta de penas existe para os seguintes gêneros, listados na ordem atualmente aceita e pela data de publicação. Em todos os exemplos, as evidências descritas consiste de impressões de penas, exceto as marcadas com um asterisco (*), o que denota gêneros conhecido por ter tido as penas com base em provas do esqueleto ou químicas, tais como a presença de "puxadores pena".

Albertosaurus

Tyrannosaurus

Compsognathus

Sinosauropteryx

Huaxiagnathus

Juravenator

Ornithomimosauria

Ornitholestes

Patagonykus

Shuvuuia

Mononykus

Caudipteryx

Conchoraptor

Citipati

Troodontidae

Microraptor

Velociraptor

Sinornithosaurus

Archaeopteryx

Confuciusornis

Concepção artísticas de um Deinonychus sp. emplumado.
Fóssil de Sinornithosaurus millenii, a primeira evidência de penas em Dromeossaurídeos.